quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Tendências de gastronomia para 2015

As empresas de pesquisa de mercado estão especulando sobre as novidades no mundo gastronômico que farão sucesso nos cardápios e pratos dos restaurantes em 2015. Quais serão as novas modas e práticas nos restaurantes durante este ano?

Imagem: Morguefile

De acordo com a principal consultoria de restaurantes e comida internacional, a Baum + Whiteman, localizada no Brooklyn, em Nova York, muitas serão as tendências para 2015, mas a tecnologia, podemos adiantar que virá com força total. Confira a seguir as principais tendências:

Tecnologia

Desde aplicativos móveis para que você faça o pedido usando tablets ou smartphones, antes mesmo de chegar ao restaurante e mensagens de texto que avisam quando o pedido está pronto, a tecnologia vem transformando a experiência de jantar fora. Ser recepcionado por garçons usando Google Glass, que já saberão o seu pedido, seu nome e suas preferências. Os donos dos restaurantes, funcionários e os clientes estão entusiasmados com a possibilidade de acelerar e melhorar o processo, proporcionando mais comodidade e personificação do serviço oferecido.

Sorvetes salgados

De acordo com a pesquisa, os sorvetes não ficarão mais restritos às sobremesas, em 2015. “Receitas salgadas feitas de alcachofra e anchova estarão em alta e prometem deixar os pratos, em geral, mais refrescantes”, conta Rosa Moraes, diretora de hospitalidade da Laureate Brasil, para a Revista Marie Claire. “Nos restaurantes, eles são servidos para limpar o paladar, entre um prato e outro do cardápio. Por exemplo, quando a entrada contém peixe, e o prato principal é feito à base de carne”, completa. Além dos sorvetes, os iogurtes também terão suas versões salgadas. O chef Dan Barber, do restaurante Blue Hill at Stone Barns, nos EUA, lançou três opções de iogurte salgado: tomate, beterraba e abóbora.

Esta tendência é um reflexo da onda fitness e vida saudável que tomou conta de 2014, e surge para acompanhar os sucos, que vem ganhando cada vez mais versões saudáveis. A abertura de sorveterias também exerce certa influência sobre o surgimento dos sorvetes salgados e deve oferecê-los a quem busca alimentos naturais e gosta de ousar.

Insetos

Pode ser que não seja uma forte tendência deste ano, mas os insetos começarão a aparecer mais em alguns pratos servidos em restaurantes, e até em barrinhas de proteínas, que poderão ser a grande novidade de consumo.

Os insetos são muito consumidos no México e no Oriente, mas ainda são vistos com estranheza nas outras partes do mundo. Apesar disso, vem aparecendo cada vez mais nos cardápios. O seu consumo tem apelo sustentável, visto as notícias da crescente escassez de comida no mundo que surgem por aí. Além disso, os insetos são ricos em proteínas, não engordam, são livres de glúten e da gordura saturada.

Matcha

Muito consumidos nos templos budistas japoneses, o chá preparado com as folhas mais novas vindas de plantações protegidas do sol devem ganhar o ocidente. Este chá é rico em antioxidante e possui propriedades diuréticas. Em paralelo, continuam forte as águas temperadas com pepino, limão ou hortelã.

Sabores amargos

Chocolate, café, legumes e verduras amargos serão forte tendência para 2015. Estes ingredientes vão ganhar cada vez mais espaço nos pratos. Isso se deve ao grande interesse pelo umami, o quinto sabor que nosso paladar diferencia, e também para explorar mais as combinações de sabores, como o amargo - salgado - apimentado juntos em uma mesma criação.

Ostras

Além de serem ingeridas abertas ou gratinadas, elas têm tudo para virar atração de happy hour ao acompanhar coquetéis em forma de molho, como lemongrass, yuzu ou ainda granita.

O novo bacon

Depois de ter ganhado o posto de quase unanimidade dos paladares do mundo, o bacon agora pode ter um concorrente: o ndjua, uma espécie de salame preparada com a pancetta, orelhas e bochecha do porco.

Pistache

Apesar de não ser novidade, o pistache figura na lista das tendências, provavelmente, por conta de sua multifuncionalidade, já que pode ser usado como sorvete, consumido ao natural ou ralado para enriquecer receitas.

Raízes

A couve abriu o caminho, agora é a vez de outras raízes vegetais aparecerem mais nos cardápios dos restaurantes, como aipo, kohlrabi, nabo e couve-rábano. Servidos como purê, fritos, gratinados, estas raízes dão um excelente acompanhamento.

Cozinha casual

Cada vez mais chefs renomados tem investido “fast casual”, a junção da rapidez dos fast food, com pratos de uma cozinha mais elaborada, sem a formalidade de um restaurante caro. 
Os food trucks e as feirinhas gastronômicas orgânicas, que começaram a aparecer em 2014, também devem se estabelecer como tendência absoluta. Muito chefs e proprietários de restaurantes cinco estrelas estão focados em ampliar e popularizar o acesso aos seus pratos.

Reservas pagas

Imagem: Morguefile

Possivelmente os restaurantes mais procurados irão começar a cobrar apenas pela reserva de mesa, como acontece nas companhias aéreas, por exemplo. Esta é uma ótima estratégia para garantir a renda mesmo que o cliente não apareça. A principal questão é deixar a mesa realmente disponível na hora combinada, para não haver problemas entre clientes e funcionários.

Bebidas locais

Como o público está cada vez mais atrás de restaurantes e comidas que representem a vida e cultura de cada região, a tendência é que restaurantes invistam cada vez mais em bebidas locais, ao invés de servir bebidas de grandes empresas nacionais e internacionais.

Neurogastronomia

A neurogastronomia é uma ciência em ascensão que estuda a possibilidade de manipular a percepção do gosto e do cheiro da comida. E os restaurantes estão entusiasmados com a ideia de elevar a experiência da refeição, explorando esta ciência. Os experimentos têm a ver com de que forma a cor do prato influencia seu sabor, ou como o formato do chocolate afeta o paladar (chocolates curvos, em vez de pedaços retos, derretem melhor e liberam diferentes sabores). Uma das últimas descobertas foi que os drinks são mais doces debaixo de luz vermelha e perto de móveis arredondados. E em um outro experimento com Ferran Adrià, o professor da Universidade de Oxford, Charles Spence, demostrou que uma sobremesa de morango fica 10% mais doce quando servida em um prato branco, comparado a um prato preto.

Restaurante em lojas de varejo

Cada vez mais, as lojas de varejo estão percebendo que precisam oferecer uma experiência completa, ou as pessoas vão preferir comprar on-line. É por isso que estão aparecendo mais restaurantes e cafés neste tipo de loja.

Folhas de alga

A folha de alga vai surgir cada vez mais como um snack saudável e também como um “agregador” de sabor a caldos, molhos e risotos, para dar um sabor de fundo do mar.

Pimentas

Chefs estão fazendo mais experiências com pimentas mexicanas ou coreanas, misturando-as com mel, manteiga e pastas.

Homus

O homus será a bola da vez, como pasta, em sanduíches, misturado a dezenas de outros ingredientes como beterraba, pimentão, alga marinha e até pimenta. Além disso, homus é rico em proteínas e fibras e pobre em gordura, um diferencial que agrada a muitos. 

Ponches

A moda dos ponches irá voltar este ano. A bebida coletiva que mistura bebidas alcoólicas e frutas e é servida na poncheira, reaparece agora na era da mixologia. No NoMad Bar, em Nova York, por exemplo, o ponche leva conhaque, licor Combier, suco de limão, açúcar demerara, xarope, bitters, meia dúzia de limões, um punhado de hortelã e muito gelo.

Ingredientes fermentados e defumados

O Huffington Post também publicou uma pesquisa da ConAgra Foods que coloca, entre outras tendências, a confirmação de duas que vêm aparecendo com tudo no mundo todo: o aumento do consumo de produtos fermentados e defumados.

Fontes: Forbes Brasil
               Ale Blanco Vogue Brasil
               Revista Marie Claire
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Ponto de ônibus do McDonald’s protege as pessoas do sol

Nós bem sabemos como o calor do verão pode ser escaldante! Pensando nisso, o McDonald's do Canadá criou uma ação criativa para o verão, que refrescou a tarde de muita gente em Vancouver.

Desenvolvida em parceria com a agência Cossette, a ideia consistiu em instalar um anúncio em forma de persiana nos pontos de ônibus. Quando o passageiro chegava ao ponto, sensores de movimento ativavam as persianas que se fechavam, protegendo a pessoa dos raios solares, amenizando o calor, e ao mesmo tempo convidava para experimentar o novo batido gelado sabor pêssego vendido na rede.

Imagem: YouTube

Confira a seguir o vídeo de divulgação da ação promocional:



Fonte: Comunicadores
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...