segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Promoção Balança Elgin

Na hora de investir em equipamentos para o seu restaurante, escolha produtos que ofereçam garantia de qualidade. A escolha fica ainda melhor se você encontrar uma promoção como esta que separamos para os leitores do Tudo Para o Restaurante

Balança Elgin SA-110 por apenas R$ 485,91, à vista!!
Balança Elgin SA-110


Uma das balanças com bateria mais resistentes do mercado, produzida com padrão ISO 9001 que atende aos mais exigentes mercados do mundo, além de tudo é uma Elgin, a marca que você pode confiar.

O melhor custo benefício do mercado, uma balança com bateria por esse preço, você não encontra, ainda mais com a tranqüilidade da força do nome do fabricante Elgin e a garantia em todo o Brasil.

Suas características tornam esse equipamento, um dos melhores do mercado. Devido aos 6 protocolos seriais que a SA-110 possui, torna-se acessível aos equipamentos de automação. 

Tecla de KG/100G que permite a precificação pela unidade mais usual para cada item (ex.: carne por kg e comida a quilo por 100g).

Além disso, a balança com bateria da Elgin, modelo SA-110, possui uma bateria com capacidade para até 140 horas de trabalho, sem que você se preocupe com recarregamento. A Balança com bateria Elgin SA-110 é ideal para utilizar em feiras livres, açougues, padarias, hortifrutis, restaurantes por quilo, principalmente pela sua escala de 2g em 2g, ideal para não perder produto, pois, a cada 2g o produto já é pesado.

Não perca tempo, compre a sua balança com bateria Elgin SA-110, preço especial, garantia de ser Elgin. 

Frete grátis para Sul e Sudeste e 10% de desconto para pagamento à vista.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Quem vende mais de 50 refeições por dia pode ser obrigado a contratar nutricionista

Parecer sobre o projeto de lei que obriga a contratação de nutricionista está pronto para análise na Comissão de Desenvolvimento Econômico; sindicalista afirma que não há profissionais suficientes para os mais de um milhão de bares e restaurantes brasileiros


Divulgação: Agência Brasil
Estabelecimentos que vendem comidas podem ser obrigados a ter nutricionistas em seus quadros de funcionários, para atuar nas atividades de planejamento, supervisão e coordenação da produção de alimentos. É o que propõe projeto do deputado Assis Melo, do PCdoB gaúcho, em tramitação na Câmara dos Deputados (PL 4300/12).

A proposta torna obrigatória a contratação do profissional por estabelecimentos que forneçam mais de 50 refeições por dia. A obrigatoriedade vale para estabelecimentos comerciais e não comerciais.

De acordo com a nutricionista Cristina Berbert, a medida vai melhorar os serviços nesses locais, oferecendo uma comida mais balanceada.

"Tendo um profissional qualificado para isso, ele vai ser responsável pela elaboração do cardápio, então, tudo que vai chegar à mesa do consumidor, vai chegar com mais qualidade, respeitando as quantidades nutricionais de cada alimento, necessidades nutricionais de quem vai consumir."

Já Cleiton Machado, presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares, disse que, se aprovada, a lei não será cumprida porque não há nutricionista para os mais de um milhão de bares e restaurantes no Brasil.

"Além de não ter o número de profissionais, a empresa pequena, de pequeno porte, não tem estrutura financeira de pagar esse profissional. De forma nenhuma. É querer fechar a empresa porque 95% do nosso setor é formado de pequena e microempresa. Então, sabemos que esse pessoal não tem a condição de pagar mais um profissional no volume salarial da remuneração, porque é um profissional desse setor. É o marido, é a mulher, é um parente, eles mesmos que servem, eles mesmo que recolhem, que lavam, então tudo está focado numa estrutura familiar. E quando não é familiar, é muito reduzido, é muito pequena. É restaurante de cinco funcionários."

De acordo com o deputado Assis Melo, o brasileiro vem experimentando mudanças de hábitos com prejuízos à qualidade da alimentação tanto em casa quanto na rua. O texto aguarda votação de parecer da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Rede de fast food troca latas vazias por lanches

As lojas do McDonald’s em Estocolmo, na Suécia, agora aceitam pagamentos em dinheiro, cartão ou latinhas vazias! É isso mesmo, quem não tiver dinheiro para comprar um hambúrguer ou um cheeseburguer na capital sueca, pode pagar entregando 10 latinhas vazias, em uma loja da rede. Se juntar 40 latas, é possível trocá-las por um Big Mac.


Criada pela agência de publicidade DDB, a campanha tem como objetivo incentivar a reciclagem na cidade. Foi pensada principalmente como uma estratégia para limpar os espaços públicos após os inúmeros festivais e concertos de rua que acontecem em Estocolmo. No final destes eventos, o cenário que fica é o de um verdadeiro aterro sanitário. Assim, a idéia é incentivar os participantes a recolherem as latas e entregá-las ao fast food para receberem um lanche

A campanha também é uma alternativa mais econômica para quem está com fome.

Para a ação, foram desenvolvidos outdoors funcionais, que informam sobre a promoção, e disponibilizam grandes sacolas plásticas para que os usuários recolham e armazenem as latinhas para leva-las até à lanchonete.

A promoção é uma ótima opção para incentivar as pessoas a mudarem a forma como enxergam os resíduos recicláveis. Trocar as latinhas por lanches demonstra como um item que iria para o lixo pode ter valor.

A campanha começou neste verão, durante o festival sueco “Storsjoyran” e deve se repetir durante o verão inteiro do ano que vem.

Fontes: Ciclo Vivo
             Mistura Urbana
             Green Me
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...