quarta-feira, 31 de julho de 2013

Delivery de saladas: Uma ideia que está fazendo sucesso

Em apenas oito meses, empresário conseguiu dobrar faturamento com a entrega de pratos requintados


O ramo de alimentação leve atende aos gostos dos que buscam uma vida mais saudável e anima também quem pretende fazer negócios. Foi nesse filão que o empresário natalense Rodrigo Dowsley decidiu empreender ao abrir um estabelecimento de saladas, a Chef House. Funcionando há pouco mais de um ano, a casa faz sucesso entre o público local sem sequer ter uma mesa. Tudo é entregue diretamente na residência do cliente. O cardápio é requintado e composto por saladas que misturam ingredientes diferenciados.

Imagem: Divulgação - Agência Sebrae

A salada Pollo Chef House, por exemplo, traz uma pasta de ricota com espinafre tipicamente italiana e tomates secos caseiros. A campeã de vendas é a Pollo Crocante, em que o empanado que acompanha a salada é leve e sequinho, feito à base de torradas e cereal de milho. As de camarão também fazem sucesso. Já o prato com carne de sol – Chef House nordestina - tem aroma irresistível e geralmente chega morninho ainda na casa do cliente. “Fazemos um cuscuz marroquino com abobrinha, muito especial, que acompanha as saladas Pollo Marroquina e Tilápia Marroquina”, ressalta Rodrigo Dowsley.

O preparo dos pratos é feito na hora. Se o cliente pede uma salada de camarão, por exemplo, o crustáceo é grelhado no momento que o pedido entra na cozinha e é adicionado à salada. “Por isso, ficamos conhecidos pelas hortaliças bem crocantes”, diz o proprietário do estabelecimento, que é formado em Administração Hoteleira e Gastronomia.

A ideia de montar o negócio surgiu a partir da visão empreendedora de Rodrigo Dowsley, que resolveu unir alimentação saudável com conveniência. Daí a opção pelo sistema de delivery, serviço que é terceirizado e a taxa repassada integralmente à cooperativa de entregadores. “Percebi que havia uma demanda muito grande por alimentação saudável e que tinha espaço pra oferecer uma salada totalmente diferente do que havia no mercado, algo que marcasse pelo sabor e apresentação”. Nos primeiros oito meses de funcionamento, as vendas da Chef House dobraram.

Entretanto, por trás de todo o sucesso há um histórico de dificuldades e bastante esforço, empenho e dedicação. No período de abertura do negócio, alguns fatores comprometeram o capital de giro e dificultaram uma maior fluência, como a utilização de capital próprio em vez de tomar empréstimo a taxas razoáveis, investimento superdimensionado em embalagens, tempo de obra estendido na reforma do prédio e pouca divulgação.

“Um dos maiores obstáculos do início foi a parte de precificação, pois não tínhamos conhecimento dos custos fixos e variáveis para se compor um preço ideal. A pesquisa que houve foi informal e por meio de observação do movimento de algumas casas com produtos semelhantes”, conta Dowsley. Foi nessa hora que o empreendedor procurou o Sebrae no Rio Grande do Norte, que o auxiliou com consultorias no ajuste do preço de venda e na adoção de ferramentas de marketing.

Expectativa

“Percebi que o principal ponto de melhoria era uma divulgação mais expressiva”, diz o empresário. Agora, ele pensa em abrir um restaurante. “Estamos conversando com parceiros sobre um novo projeto, mas ainda está tudo sob sigilo até que se concretize. Mas vem coisa boa por ai. E isso nos anima bastante”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 23 de julho de 2013

Projeto pune restaurantes que cobrarem clientes por sobras

Penas são as mesmas previstas no Código de Defesa do Consumidor por práticas abusivas.



Cobrar dos clientes pela sobra de comida deixada no prato pode virar contravenção, punida com multa e até interdição do estabelecimento. A medida está prevista no Projeto de Lei 5159/13, do deputado Lincoln Portela (PR-MG).

As penas previstas são as mesmas estabelecidas no Código de Defesa do Consumidor (CDC - Lei 8078/90) por práticas abusivas. Portela argumenta que a cobrança por sobras deixadas pelos clientes em restaurantes e lanchonetes configura abuso contra o consumidor. “Ao decidir utilizar os serviços de um restaurante, ele deve saber sobre o preço final de sua refeição”, acrescenta.

Tramitação:
Em caráter conclusivo, a proposta será analisada pelas comissões de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Cadeira abraça cliente aniversariante em ação de restaurante

O restaurante Outback promoveu uma ação em 2013, bastante interessante para comemorar o aniversário de seus clientes, utilizando a rede social mais acessada no Brasil, o Facebook. Aproveitando do conceito de “distribuir abraços de aniversário”, a rede criou a “cadeira do abraço”, uma cadeira interativa que abraçava o aniversariante sempre que ele recebia um parabéns através do Facebook.

Para funcionar, a “cadeira do abraço” foi conectada a um tablet. Bastava o aniversariante acessar sua conta através dele, e conectá-la ao aplicativo disponível na fanpage do Outback. As reações foram sempre bem recebidas pelos aniversariantes, que ficaram todos satisfeitos com os cumprimentos. Veja no vídeo a seguir:


A ação foi criada pela agência Lew'Lara\TBWA.

Fontes: Avemarketing
              Administradores
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Rede social reúne internautas interessados em gastronomia

Imagem: Divulgação

Uma novidade que surgiu em Santa Catarina vem ganhando seguidores na internet. A proposta dos idealizadores do Pip!, uma rede social de gastronomia, é integrar as pessoas que gostem de dividir receitas ou dicas na cozinha. Assim como no Facebook, no Pip! o usuário pode comentar, curtir e compartilhar informações, além da vantagem de preservar o post sem que ele se perca em meio a novas atualizações do perfil. 

“É uma solução que utiliza e potencializa o hábito das pessoas postarem fotos de comidas no Facebook, Twitter, Instagram, etc. Nessas plataformas, as postagens perdem-se na timeline, complicando muito a pesquisa. Outro problema é essas redes sociais não são feitas para postagem de receitas”, comenta Guido Jackson, que teve a ideia de criar a ferramenta juntamente com Thomaz Palma Santos e Rodrigo Boscaini de Freitas.

O empreendimento surgiu como uma startup em Jaraguá do Sul, região Norte de Santa Catarina, e desde que foi colocada no ar já conta com mais de 33 mil usuários. O rápido crescimento de usuários dá confiança aos três sócios quanto à popularização do Pip! junto à pessoas que gostam de cozinhar, blogueiros que postam receitas, chefs de cozinha e anunciantes de produtos relacionados.

“Percebemos que as pessoas gostam de exibir seus feitos culinários, acompanhar o que outras pessoas consomem ou cozinham. Nossa plataforma também da a possibilidade de organizar essas receitas, buscá-las posteriormente para organizar eventos, jantares, confrarias etc. Tudo isso pode ser feito na nuvem, web e mobile”, reforça Thomaz.

A Pip! é uma das startups participantes do programa de capacitação Startup SC, desenvolvido pelo Sebrae em Santa Catarina juntamente com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS). O objetivo é o desenvolvimento e fortalecimento das startups catarinenses.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 2 de julho de 2013

Aplicativo Jánamesa para restaurantes


Chega ao mercado um novo aplicativo que vai beneficiar os donos de restaurantes. O Jánamesa, delivery online com os melhores restaurantes de São Paulo e Rio de Janeiro, apresenta um aplicativo para iOS, adaptados para iPhones e iPads.

O aplicativo faz com que o restaurante ganhe mais um gargalo para vender. O usuário tem a opção de pedir comida de qualquer lugar e disponibiliza os estabelecimentos cadastrados na região, horário de funcionamento e avaliação de clientes.

A operação é muito simples: por meio do CEP, o usuário recebe uma lista com todos os estabelecimentos cadastrados da região, sendo possível ordená-los por nome ou avaliação e, ainda, filtrar por tipo de cozinha. Além disso, o app é totalmente integrado com o Facebook.

Todos os locais agregam informações de horário de funcionamento, o valor mínimo do pedido (quando estipulado) e avaliação feita por usuários. Após escolher os produtos, o cliente confirma o pedido e escolhe a forma de pagamento, que pode ser realizado pelo próprio dispositivo ou no ato da entrega. Além disso, o usuário pode acrescentar comentários ao pedido e checar as transações anteriores.

Usuários assíduos também têm vantagens com o programa de fidelidade do Jánamesa, que oferece um prato gratuito para cada 100 pontos acumulados. Atualmente, o portal conta com 1,2 mil restaurantes na cidade de São Paulo e 150 estabelecimentos no Rio de Janeiro.

Confira mais vantagens de ser um parceiro clicando aqui.

Sobre o Jánamesa

O Jánamesa é um site de delivery online, que reúne restaurantes de São Paulo e Rio de Janeiro para o usuário buscar o que quer comer e fazer o pedido e pagamento de forma rápida e segura online. O Jánamesa atua próximo à cadeia do delivery, para melhorar ainda mais a experiência de pedir comida.

Ficou interessado? Acesse o site Jánamesa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...